*Informamos que as boas práticas são publicadas no idioma original de origem da escola e as traduções para outros idiomas são feitas por um tradutor automático.

0

Categoria:Desenvolvimento de competências profissionais e sociais
Tags:Competências técnico-profissionais Desenvolvimento profissional

No âmbito das atividades do projeto “E2OforJobs”, a Associação Espanhola de Escolas de Segunda Chance (E2O) realizou o segundo ciclo de formação virtual destinada a melhorar a empregabilidade dos alunos E2O.

A primeira sessão foi dedicada a: "O cuidado dos profissionais como ferramenta de intervenção" organizado em 29 de março de 2022 e energizado por Marian Mompó, da Associação Eslabón.

Através de casos práticos, Marian Mompó nos contou sobre a importância do cuidado profissional na intervenção social e laboral. Em primeiro lugar, porque podemos ter um impacto prejudicial nas pessoas e perder eficácia na intervenção e, em segundo lugar, para nos protegermos de doenças como esgotamento.Sou minha ferramenta de trabalho, ouvindo a mim mesmo posso ajudar o outro, comentou. Ele também nos explicou a conexão mente-emoção-corpo por meio de evidências científicas.

Em uma segunda parte, expôs um grande número de ferramentas de cuidado: autoconsciência, gestão emocional, autocompaixão, apoio social e ferramentas para uso no dia-a-dia, durante a intervenção e em caso de emergência. Durante a sessão tivemos a oportunidade de viver e experimentar algumas dessas ferramentas, desenvolvendo a capacidade de consciência e identificando o que realmente precisamos.

Na seção "Recursos" você encontra os slides da sessão junto com um grande número de artigos, documentários, vídeos e diversas referências sobre o assunto.

Compartilhar:
Coletivo:Pessoal Docente, Pessoal de Gestão

Deixar um comentário

Um dos elementos que nos surpreendeu ao realizar esta metodologia é o desconhecimento por parte da população jovem do uso do PC e outras tecnologias. Frequentemente, assume-se que a população jovem, denominada nativos digitais, possui um alto nível de conhecimento ou capacidade de adquirir habilidades digitais. A experiência nos mostrou que o uso de smartphones é muito alto, mas não de programas básicos como o Office, cujo manuseio é muito limitado. Essa carência reforçou a necessidade de incluir esses conteúdos nos treinamentos para aumentar suas chances de encontrar um emprego. Um dos elementos que nos surpreendeu ao realizar esta metodologia é o desconhecimento por parte da população jovem do uso do PC e outras tecnologias. Frequentemente, assume-se que a população jovem, denominada nativos digitais, possui um alto nível de conhecimento ou capacidade de adquirir habilidades digitais. A experiência nos mostrou que o uso de smartphones é muito alto, mas não de programas básicos como o Office, cujo manuseio é muito limitado. Essa carência reforçou a necessidade de incluir esses conteúdos nos treinamentos para aumentar suas chances de encontrar um emprego. Um dos elementos que nos surpreendeu ao realizar esta metodologia é o desconhecimento por parte da população jovem do uso do PC e outras tecnologias. Frequentemente, assume-se que a população jovem, denominada nativos digitais, possui um alto nível de conhecimento ou capacidade de adquirir habilidades digitais. A experiência nos mostrou que o uso de smartphones é muito alto, mas não de programas básicos como o Office, cujo manuseio é muito limitado. Essa carência reforçou a necessidade de incluir esses conteúdos nos treinamentos para aumentar suas chances de encontrar um emprego.